Cálculo online valor e parcelas do Seguro Desemprego com novas regras, Consulta Habilitação Seguro Desemprego



Ferramenta on-line que efetua o Cálculo Seguro Desemprego, explica o passo a passo para Consulta Habilitação do Seguro Desemprego, detalha os tipos de Seguro Desemprego existentes no Brasil

Para Calcular Seguro Desemprego preencha as informações no formulário abaixo e clique em Calcular Seguro.

Formal: Trabalho foi exercido com carteira assinada

Doméstico: Que prestou serviços à pessoa ou famílias em suas residências

R$
R$
R$



Seguro Desemprego

Seguro Desemprego

Seguro Desemprego

Seguro Desemprego é a renda concedida pelo poder público ao trabalhador desempregado, o intuito do benefício é de lhe garantir assistência temporária, em razão de dispensa sem justa causa ou de paralisação das atividades do empregador. Um auxílio desemprego.


Seguro Desemprego quem tem direito

Veja atualmente quem tem direito ao Seguro Desemprego:

  • Trabalhador formal, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;

  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;

  • Trabalhador doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;

  • Pescador profissional durante o período do defeso;

  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Condições para receber o Seguro Desemprego

Seguro Desemprego Trabalhador Formal

Trabalho Formal é aquele em que o trabalho é exercido com carteira assinada, de acordo com a legislação Trabalhísta.

Condições para receber:

  • ​Ter sido dispensado sem justa causa;
  • Estar desempregado quando do requerimento do benefício;
  • Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e da;sua família;
  • ​Não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada;com exceção do auxílio-acidente e pensão por morte;
  • ​Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, relativos;

1ª solicitação; pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;

2ª solicitação; pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses; imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação;

3ª solicitação; cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de; dispensa, quando das demais solicitações.

Seguro Desemprego Bolsa de Qualificação Profissional

A possibilidade de uso do benefício Seguro-Desemprego como Bolsa Qualificação Profissional para trabalhadores com contrato de trabalho suspenso é uma medida que surge como alternativa à demissão do trabalhador formal, em momentos de retração da atividade econômica que, por razões conjunturais associadas ao ambiente macroeconômico ou motivações cíclicas e estruturais, causam impactos inevitáveis ao mercado de trabalho.

Condições para receber:

Estar com o contrato de trabalho suspenso, em conformidade com o disposto em convenção ou acordo coletivo, devidamente matriculado em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador. A periodicidade, os valores e a quantidade de parcelas são os mesmos do benefício para o trabalhador formal, conforme o tempo de duração do curso de qualificação profissional.

​Seguro Desemprego Empregado Doméstico

Empregado Doméstico é áquele que presta serviços à pessoa ou famílias em suas residências

Condições para receber:

  • ​​Ter sido dispensado sem justa causa;
  • ​​Ter trabalhado, exclusivamente, como empregado doméstico, pelo período mínimo de 15 meses nos últimos 24 meses que antecederam a data de dispensa que deu origem ao requerimento do seguro-desemprego;
  • Ter, no mínimo, 15 recolhimentos ao FGTS como empregado doméstico;
  • Estar inscrito como Contribuinte Individual da Previdência Social e possuir, no mínimo, 15 contribuições ao INSS;
  • Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e a de sua família;
  • ​Não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada, com exceção do auxílio-acidente e pensão por morte.​​​

Valor do benefício

Para o empregado doméstico o valor máximo de cada parcela é de um Salário Mínimo


Quantidade de Parcelas

A lei garante ao trabalhador o direito de receber o benefício por um período máximo de três meses, de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de 16 meses.


Seguro Desemprego Pescador Artesanal, Seguro Defeso

É uma assistência financeira temporária concedida ao pescador profissional que exerça sua atividade de forma artesanal, individualmente ou em regime de economia familiar, ainda que com o auxílio eventual de parceiros, que teve suas atividades paralisadas no período de defeso. Defeso é a época em que é proibido caçar ou pescar (ex.: período de defeso; o defeso coincide com o período de reprodução desta espécie).

Condições para receber:

  • ​Possuir inscrição no INSS como segurado especial;
  • ​Possuir comprovação de venda do pescado a adquirente pessoa jurídica ou;cooperativa, no;período;correspondente aos últimos 12 meses que antecederam ao início do defeso;
  • ​Não estar em gozo de nenhum benefício de prestação continuada da Previdência Social ou da Assistência Social, exceto auxílio-acidente ou pensão por morte;
  • Comprovar o exercício profissional da atividade de pesca artesanal objeto do defeso e que se dedicou à pesca, em caráter ininterrupto, durante o período compreendido entre o defeso anterior e o em curso;
  • ​Não ter vínculo de emprego ou outra relação de trabalho ou outra fonte de renda diversa da decorrente da atividade pesqueira.​​

Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado

O Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado é um auxílio temporário concedido ao trabalhador comprovadamente resgatado de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de escravo.

Condições para receber:

  • ​Ter sido comprovadamente resgatado de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de escravo;
  • Não estar recebendo nenhum benefício da Previdência Social, exceto auxílio-acidente e pensão por morte;
  • ​Não possuir renda própria para seu sustento e de sua família.

Valor do Benefício

Para o trabalhador resgatado o valor de cada parcela é de um Salário Mínimo .


Quantidade de parcelas

A lei garante ao trabalhador o direito de receber o benefício por um período máximo de três meses, a cada período aquisitivo de doze meses a contar da última parcela recebida.

Documentos para Seguro Desemprego

  • Comunicação de Dispensa - CD (via marrom) e Requerimento do Seguro-Desemprego-SD(viaverde);
  • Termo de rescisão do Contrato de Trabalho – TRCT acompanhado do Termo de Quitação de Rescisão do Contrato de Trabalho (nas rescisões de contrato de trabalho com menos de 1 ano de serviço) ou do Termo de Homologação de Rescisão do Contrato de Trabalho (nas rescisões de contrato de trabalho com mais de 1 ano de serviço);
  • CTPS - Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento com Protocolo de requerimento da Carteira de Identidade,ou Carteira Nacional de Habilitação – CNH (modelo novo), dentro do prazo de validade, ou Passaporte, ou Certificado de Reservista.
  • Comprovante de inscrição no PIS/PASEP;
  • Documento de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos;
  • Cadastro de Pessoa Física – CPF.
  • Comprovante dos 3 últimos contracheques ou recibos de pagamento para o trabalhador formal.

Como dar entrada no Seguro Desemprego

Para dar entrada no Seguro Desemprego primeiro você precisa fazer o agendamento seguro desemprego através do site embregabrasil:

1 - Acesse o site empregabrasil.mte.gov.br

2 - Clique do lado direito em Cadastrar

3 - Do lado direito também há um botão passo a passo caso tenha dúvidas no cadastro.

Informações para solicitar o seguro-desemprego via internet Seguro Desemprego online:

  • Confirmar os dados do requerimento;
  • Atualizar informações pessoais;
  • Atualizar a formação acadêmica;
  • Indicar as experiências profissionais;
  • Indicar os objetivos profissionais;
  • Efetuar pesquisa de vagas de emprego;
  • Verificar a disponibilidade de cursos de qualificação;
  • Confirmar a solicitação do benefício.

Após confirmar a solicitação do benefício é só agendar o atendimento presencial para confirmar o cadastro e aguardar a liberação das parcelas, o que deve ocorrer 30 dias após o preenchimento do documento pela internet.

Se a data para o atendimento presencial ultrapassar o prazo de 30 dias, a emissão da parcela ocorrerá na semana seguinte ao atendimento.

Em São Paulo, também é possível agendar seguro desemprego nos postos Poupatempo

O requerimento seguro desemprego pode ser feito nas DRT (Delegacia Regional do Trabalho), no SINE (Sistema Nacional de Emprego), pelo site Emprega Brasil;

Prazo para dar entrada no Seguro Desemprego

O trabalhador deve requerer o benefício nos prazos abaixo:

  • Trabalhador formal – de 7 a 120 dias, contados da data de dispensa;
  • Bolsa qualificação – durante a suspensão do contrato de trabalho;
  • Empregado doméstico – de 7 a 90 dias, contados da data de dispensa;
  • Pescador artesanal – durante o defeso, em até 120 dias do início da proibição;
  • Trabalhador resgatado – até 90 dias, a contar da data do resgate.

fontes: emgrebabrasil; caixa economica federal; trabalho.gov; ministério do trabalho - mte

CONSULTA SEGURO DESEMPREGO

Veja como efetuar a consulta seguro desemprego na Caixa Economica Federal e no Ministério do Trabalho - MTE:

Consulta Seguro Desemprego web

Para consultar o Seguro Desemprego é necessário que:

Consulta seguro desemprego

Consulta Seguro Desemprego

  • Você tenha em mãos o número do pis
  • Em seguida acessar o sistema da Caixa Econômica Federal, Seguro Desemprego caixa

sisgr.caixa.gov.br/internet.dosegmento

  • Acessando o sistema você terá as seguintes opções:
  • Cadastrar senha
  • Trocar Senha
  • Opção de esquecimento de senha

Consulta de Habilitação do Seguro Desemprego, Consulta SD

Para consultar a habilitação do Seguro Desemprego, SD é necessário que:

Cosulta Habilitação do Seguro Desemprego, SD

Cosulta Habilitação do Seguro Desemprego, SD

  • Você tenha em mãos o número do pis
  • Em seguida acessar o sistema do MTE, Seguro Desemprego

sd.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf

  • Acessando o sistema você terá que:
  • Digitar o número do PIS
  • Em seguida clicar em Consultar

Seguro Desemprego será pago apenas por depósito em conta à partir de 01/06/2019

O pagamento do benefício será efetuado mediante crédito em Conta Simplificada ou Conta Poupança (para clientes da Caixa Econômica Federal) sem qualquer ônus para o trabalhador.

O pagamento é efetuado atualmente das seguintes formas: em Lotéricas, com Cartão Cidadão, correspondentes Caixa Aqui e caixas eletrônicos; em espécie, em uma agência da Caixa; e por crédito em conta

Fonte: CODEFAT- Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador, publicado no Diário Oficial da União, RESOLUÇÃO Nº 822,

Quer saber o dinheiro que vai receber se for demitido?

Cálculo de Rescisão completo grátis, incluindo FGTS e Seguro Desemprego




Regras Seguro Desemprego

Quantidade de parcelas Seguro Desemprego Formal

Seguro Desemprego parcelas

Solicitação Egixências Número de Parcelas
Primeira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Segunda Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 9 (nove) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Terceira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 6 (seis) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco



Cálculo Seguro Desemprego, instruções:

Cálculo Seguro Desemprego Formal

  1. Selecione Seguro Desemprego Formal
  2. Insira pelo menos o valor do último salário
  3. Insira a quantidade de meses, caso não saiba, clique em calcular meses, insira as informações solicitadas que calcularemos
  4. Clique em Calcular Seguro

O Cálculo Seguro Desemprego, será efetuado pela média dos salários na seguinte ordem:

  • Caso tenha inserido somente um salário, utilizaremos esse para o cálculo
  • Caso tenha inserido dois salários, faremos pela média dos dois salários
  • Caso tenha inserido três salários, faremos pela média dos três salários

Nosso site efetua o Cálculo Seguro Desemprego on-line grátis para você ter uma ideia de quanto irá receber, porém o cálculo oficial é efetuado pelo MTE( Ministério do Trabalho e Emprego)Emprego é uma ocupação em serviço público ou privado; cargo, função, colocação

No site do Ministério do Trabalho-MTE você também consegue pesquisar vagas de empregos

Para o cálculo seguimos as regras disponibilizadas pelo Ministério do Trabalho e Empregos, MTE, utilize apenas para ter uma ideia de quanto irá receber, o cálculo oficial somente é efetuado pelo MTE

Cálculo Seguro Desemprego Doméstico

  1. Selecione Seguro Desemprego Doméstico
  2. Insira a quantidade de meses, caso não saiba, clique em calcular meses, insira as informações solicitadas que calcularemos
  3. Clique em Calcular Seguro

Para o cálculo seguimos as regras disponibilizadas pelo Ministério do Trabalho e Empregos, MTE, utilize apenas para ter uma ideia de quanto irá receber, o cálculo oficial somente é efetuado pelo MTE



Como calcular Seguro Desemprego

Entenda como calcular Seguro Desemprego:

  • Efetuar a média dos 3 últimos salários
  • Até R$ 1.531,02 multiplica-se salário médio por 0,80 (80%)
  • De R$ 1.531,03 até 2.551,96 o que exceder a 1.531,02 multiplica-se por 0,50(50%) e soma-se a 1.224,82
  • Acima de R$ 2.551,96 o valor da parcela será de 1.735,29
  • Cálculo válido à partir de 11 de janeiro de 2019

A apuração do valor do benefício tem como base o salário mensal do último vínculo empregatício, na seguinte ordem:

  1. Tendo o trabalhador recebido três ou mais salários mensais a contar desse último vínculo empregatício, a apuração considerará a média dos salários dos últimos três meses;
  2. Caso o trabalhador, em vez dos três últimos salários daquele vínculo empregatício, tenha recebido apenas dois salários mensais, a apuração considerará a média dos salários dos dois últimos meses;
  3. Caso o trabalhador, em vez dos três ou dois últimos salários daquele mesmo vínculo empregatício, tenha recebido apenas o último salário mensal, este será considerado, para fins de apuração.
  4. Caso o trabalhador não tenha trabalhado integralmente em qualquer um dos últimos três meses, o salário será calculado com base no mês de trabalho completo.

Obs: O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do Salário Mínimo

Gostou? Avalie clicando
nas estrelas de 1 a 5


(4.6/5) 2805 votos



Cálculo Seguro Desemprego

Seguro Desemprego, Cálculo e Consulta


Desenvolvido por calcule.net
Página atualizada em: 26-02-2019
Site atualizado em: 22-03-2019 calcule.net

Seguro Desemprego, cálculo e consulta


Mais Artigos: