Publicidade


Cálculo Seguro Desemprego parcelas - Cálculo valor do auxílio Seguro Desemprego 2021

O Cálculo do auxílio Seguro Desemprego feito pela calculadora está atualizado.

Publicidade



Para calcular o valor das parcelas a ferramenta utiliza a Tabela Seguro Desemprego em vigor a partir de 11/01/2021. fonte: Ministério da Economia e Trabalho. https://www.gov.br/trabalho/



Cálculo Seguro Desemprego parcelas - Ferramenta online que calcula o valor do auxílio seguro desemprego 2021, ensina fazer a Consulta Seguro Desemprego e como calcular Seguro Desemprego, calcule online

Publicidade


Para Calcular Seguro Desemprego preencha as informações na calculadora abaixo e clique em Calcular. Dúvidas? Veja instruções detalhadas

Formal: Trabalho foi exercido com carteira assinada

Doméstica: Que prestou serviços à pessoa ou famílias em suas residências













Publicidade





Seguro Desemprego

Seguro Desemprego é a renda concedida pelo poder público ao trabalhador desempregado. O intuito do benefício é de lhe garantir assistência temporária, em razão de dispensa sem justa causa ou de paralisação das atividades do empregador. Um auxílio desemprego.

Sobre Seguro Desemprego:

Atalhos para conteúdos mais pesquisados sobre Seguro Desemprego:


Como solicitar o Seguro Desemprego

Empregado formal (que trabalhou com carteira assinada) que foi demitido sem justa causa, tem a opção de solicitar o Seguro Desemprego através do site https://www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-o-seguro-desemprego com os seguintes documentos: Requerimento do Seguro-Desemprego (você recebe do empregador este documento no momento que é dispensado sem justa causa) e o número do CPF.

Canais:

  • Via web
  • Baixando no celular o Aplicativo da Carteira de Trabalho Digital para ANDROID ou IOS
  • Telefone 158

E-mails corporativos das Superintendências Regionais do Trabalho. trabalho.(uf)@economia.gov.br. Em cada unidade da federação basta trocar a designação uf pela sigla correspondente. Em São Paulo, por exemplo o e-mail é trabalho.sp@economia.gov.br

fonte: https://www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-o-seguro-desemprego

Consulta Seguro Desemprego

Veja o passo a passo de como fazer a Consulta Seguro Desemprego( consulta SD) e como dar entrada no Seguro Desemprego Web ( internet ) e por aplicativo para telefone celular da Caixa .

Seguro Desemprego quem tem direito

Veja atualmente quem tem direito ao Seguro Desemprego:

  • Trabalhador formal, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;

  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;

  • Trabalhador doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;

  • Pescador profissional durante o período do defeso;

  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Condições para receber o Seguro Desemprego

Seguro Desemprego Trabalhador Formal

Trabalho Formal é aquele em que o trabalho é exercido com carteira assinada, de acordo com a legislação Trabalhísta.

Condições para receber:

  • ​Ter sido dispensado sem justa causa;
  • Estar desempregado quando do requerimento do benefício;
  • Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e da;sua família;
  • ​Não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada;com exceção do auxílio-acidente e pensão por morte;
  • ​Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, relativos;

1ª solicitação; pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;

2ª solicitação; pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses; imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação;

3ª solicitação; cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de; dispensa, quando das demais solicitações.

BEm, programa que permite redução de jornada e salários recriado

BEm - Calcula o valor do Benefício Emergencial MP936


Seguro Desemprego parcelas

Quantidade de parcelas Seguro Desemprego trabalhador Formal:

Formal: Trabalho foi exercido com carteira assinada

Para primeira solicitação

O trabalhador terá direito a 4 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência; ou

O trabalhador terá direito a 5 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência.


Para segunda solicitação

O trabalhador terá direito a 3 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 9 (nove) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência; ou

O trabalhador terá direito a 4 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência; ou

O trabalhador terá direito a 5 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência.


Para terceira solicitação

O trabalhador terá direito a 3 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 6 (seis) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência; ou

O trabalhador terá direito a 4 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência; ou

O trabalhador terá direito a 5 parcelas se comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência.

fonte: planalto.gov.br - Lei nº 13.134, de 16 de junho de 2015.


Seguro Desemprego Bolsa de Qualificação Profissional

A possibilidade de uso do benefício Seguro-Desemprego como Bolsa Qualificação Profissional para trabalhadores com contrato de trabalho suspenso é uma medida que surge como alternativa à demissão do trabalhador formal, em momentos de retração da atividade econômica que, por razões conjunturais associadas ao ambiente macroeconômico ou motivações cíclicas e estruturais, causam impactos inevitáveis ao mercado de trabalho.

Condições para receber:

Estar com o contrato de trabalho suspenso, em conformidade com o disposto em convenção ou acordo coletivo, devidamente matriculado em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador. A periodicidade, os valores e a quantidade de parcelas são os mesmos do benefício para o trabalhador formal, conforme o tempo de duração do curso de qualificação profissional.

Seguro Desemprego Empregada Doméstica

Empregada Doméstica tem direito a Seguro Desemprego.

​Seguro Desemprego Empregado Doméstico

Empregado Doméstico é áquele que presta serviços à pessoa ou famílias em suas residências

Condições para receber:

  • ​​Ter sido dispensado sem justa causa;
  • ​​Ter trabalhado, exclusivamente, como empregado doméstico, pelo período mínimo de 15 meses nos últimos 24 meses que antecederam a data de dispensa que deu origem ao requerimento do seguro-desemprego;
  • Ter, no mínimo, 15 recolhimentos ao FGTS como empregado doméstico;
  • Estar inscrito como Contribuinte Individual da Previdência Social e possuir, no mínimo, 15 contribuições ao INSS;
  • Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e a de sua família;
  • ​Não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada, com exceção do auxílio-acidente e pensão por morte.​​​

Valor do benefício

Para o empregado doméstico o valor máximo de cada parcela é de um Salário Mínimo


Quantidade de Parcelas

A lei garante ao trabalhador o direito de receber o benefício por um período máximo de três meses, de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de 16 meses.


Seguro Desemprego Pescador Artesanal, Seguro Defeso

É uma assistência financeira temporária concedida ao pescador profissional que exerça sua atividade de forma artesanal, individualmente ou em regime de economia familiar, ainda que com o auxílio eventual de parceiros, que teve suas atividades paralisadas no período de defeso. Defeso é a época em que é proibido caçar ou pescar (ex.: período de defeso; o defeso coincide com o período de reprodução desta espécie).

Condições para receber:

  • ​Possuir inscrição no INSS como segurado especial;
  • ​Possuir comprovação de venda do pescado a adquirente pessoa jurídica ou;cooperativa, no;período;correspondente aos últimos 12 meses que antecederam ao início do defeso;
  • ​Não estar em gozo de nenhum benefício de prestação continuada da Previdência Social ou da Assistência Social, exceto auxílio-acidente ou pensão por morte;
  • Comprovar o exercício profissional da atividade de pesca artesanal objeto do defeso e que se dedicou à pesca, em caráter ininterrupto, durante o período compreendido entre o defeso anterior e o em curso;
  • ​Não ter vínculo de emprego ou outra relação de trabalho ou outra fonte de renda diversa da decorrente da atividade pesqueira.​​

Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado

O Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado é um auxílio temporário concedido ao trabalhador comprovadamente resgatado de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de escravo.

Condições para receber:

  • ​Ter sido comprovadamente resgatado de regime de trabalho forçado ou da condição análoga à de escravo;
  • Não estar recebendo nenhum benefício da Previdência Social, exceto auxílio-acidente e pensão por morte;
  • ​Não possuir renda própria para seu sustento e de sua família.

Valor do Benefício

Para o trabalhador resgatado o valor de cada parcela é de um Salário Mínimo .

Quantidade de parcelas

A lei garante ao trabalhador o direito de receber o benefício por um período máximo de três meses, a cada período aquisitivo de doze meses a contar da última parcela recebida.

fontes: emgrebabrasil; caixa economica federal; trabalho.gov; ministério do trabalho - mte


Cálculo Seguro Desemprego parcelas

Cálculo Seguro Desemprego parcelas

Cálculo Seguro Desemprego parcelas

O Cálculo do Seguro Desemprego parcelas é feito de acordo com a Tabela Seguro Desemprego divulgada pelo Ministério da Economia e Trabalho.

O Calcule efetua o Cálculo de Seguro Desemprego online grátis para você ter uma ideia de quanto irá receber, porém o calculo exato seguro desemprego é feito pelo Ministério da Economia e Trabalho e Emprego).

No site do Ministério do Trabalho-MTE você também consegue pesquisar vagas de empregos.

Essa Calculadora faz parte da sessão de Cálculos Trabalhistas do Calcule.

Como calcular Seguro Desemprego

Entenda como calcular Seguro Desemprego:

  • Efetuar a média dos 3 últimos salários
  • Até R$ 1.686,79 multiplica-se salário médio por 0,80 ( 80% )
  • De R$ 1.686,80 até 2.811,60 o que exceder a 1.686,79 multiplica-se por 0,50( 50%) e soma-se a 1.349,43
  • Acima de R$ 2.811,60 o valor da parcela será de 1.911,84

Em vigor à partir de 11/01/2021.

fonte: https://www.gov.br/trabalho/pt-br/assuntos/trabalhador/seguro-desemprego/seguro-desemprego-formal

Publicidade




Seguro Desemprego Formal instituído pela Lei n.º7.998, de 11 de janeiro de 1990, alterado pela Lei n.º 8.900, de 30 de junho de 1994 e posteriormente pela Lei n.º 13.134, de 16 de junho de 2015.

A apuração do valor do benefício tem como base o salário mensal do último vínculo empregatício, na seguinte ordem:

  1. Tendo o trabalhador recebido três ou mais salários mensais a contar desse último vínculo empregatício, a apuração considerará a média dos salários dos últimos três meses;
  2. Caso o trabalhador, em vez dos três últimos salários daquele vínculo empregatício, tenha recebido apenas dois salários mensais, a apuração considerará a média dos salários dos dois últimos meses;
  3. Caso o trabalhador, em vez dos três ou dois últimos salários daquele mesmo vínculo empregatício, tenha recebido apenas o último salário mensal, este será considerado, para fins de apuração.
  4. Caso o trabalhador não tenha trabalhado integralmente em qualquer um dos últimos três meses, o salário será calculado com base no mês de trabalho completo.

Obs: O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do Salário Mínimo


Cálculo Seguro Desemprego Formal instruções

Instruções:

Formal: Trabalho foi exercido com carteira assinada

  1. Selecione Seguro Desemprego Formal;
  2. Insira pelo menos o valor do último salário;
  3. Insira a quantidade de meses; caso não saiba; clique em Calcular meses trabalhados e insira a Data inicial e Data final;
  4. Clique novamente em Calcular meses trabalhados e após;
  5. Clique em Calcular Seguro

Cálculo Seguro Desemprego Empregada Doméstica instruções

Instruções:

Doméstica: Que prestou serviços à pessoa ou famílias em suas residências

  1. Selecione Seguro Desemprego Doméstica
  2. Insira a quantidade de meses; caso não saiba; clique em Calcular meses trabalhados e insira a Data inicial e Data final;
  3. Clique novamente em Calcular meses trabalhados e após;
  4. Clique em Calcular Seguro

Calcular Seguro Desemprego

Sistema operacional: Windows, Android, IOS, OSX

Requisitos do navegador: Requer JavaScript. Requer HTML5

Preço: 0