Seguro desemprego



Cálculo Seguro Desemprego

Cálculo parcelas do seguro desemprego com novas regras




R$
R$
R$





Consulta Seguro Desemprego web

  • Para consultar o Seguro Desemprego é necessário que:
  • Você tenha em mãos o número do pis
  • Em seguida acessar o sistema da Caixa Econômica Federal, Seguro Desemprego caixa
  • sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01
  • Acessando o sistema você terá as seguintes opções:
  • Cadastrar senha
  • Trocar Senha
  • Opção de esquecimento de senha

Imagem do sistema de consulta do Seguro Desemprego▼

Consulta seguro desemprego

Consulta Seguro Desemprego

Consulta de Habilitação do Seguro Desemprego, Consulta SD

  • Para consultar a habilitação do Seguro Desemprego, SD é necessário que:
  • Você tenha em mãos o número do pis
  • Em seguida acessar o sistema da Caixa Econômica Federal, Seguro Desemprego caixa
  • sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01
  • Acessando o sistema você terá as seguintes opções:
  • Cadastrar senha
  • Trocar Senha

Seguro Desemprego quem tem direito?

Quem tem direito ao Seguro Desemprego?

  • Trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;
  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;
  • Pescador profissional durante o período do defeso;
  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Fonte: caixa.gov.br



Quer saber seu peso ideal?▼

Calcular IMC

Agendamento Seguro Desemprego

Agendar Seguro Desemprego

Atualmente para encaminhar o Seguro-Desemprego o trabalhador precisa agendar o comparecimento a um posto de atendimento do Sine, preencher um formulário e entregar a documentação. Após comparecer ao Sine, começa a contar o prazo de 30 dias para recebimento do benefício.

Em breve será possível fazer o pedido pela internet, o trabalhador poderá preencher o formulário que hoje é respondido no Sine.

Mas também precisará comparecer a uma agência do Sine pessoalmente (necessário para evitar fraudes). O atendimento deve ser mais rápido já que a parte mais demorada dos atendimentos presenciais é o preenchimento cadastral que já terá sido feito pelo computador.

Leia a matéria completa no site do Ministério do Trabalho para obter todas as informações:▼

empregabrasil.mte.gov.br/545/ministerio-do-trabalho-lanca-o-seguro-desemprego-pela-internet/

Fonte: Ministério do Trabalho.MTE

Requisitos para obter o seguro desemprego

Ter sido dispensado sem justa causa

Estar desempregado no momento do requerimento

Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente ao seu sustento e de sua família

Não estar sendo auxiliado por outro benefício previdenciário, com exceção ao auxílio-acidente e pensão por morte


Como Requerer o Seguro Desemprego?

Requerimento Seguro Desemprego

O trabalhador dispensado sem justa causa recebe do empregador o Requerimento do Seguro-Desemprego devidamente preenchido. Duas vias desse formulário devem ser levadas a um posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego, junto com outros documentos, como Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e os dois últimos contracheques.


Confira a relação de documentos que deve ser apresentada:

Guias do seguro-desemprego conforme Resolução CODEFAT nº 736 (Empregador Web)

Cartão do PIS-Pasep, extrato atualizado ou Cartão do Cidadão

Carteira de Trabalho e Previdência Social- CTPS (verificar todas que o requerente possuir)

Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho - TRCT devidamente quitado

Documentos de Identificação: Carteira de identidade; ou Certidão de nascimento; ou Certidão de casamento com o protocolo de requerimento da identidade (somente para recepção); ou Carteira nacional de habilitação (modelo novo); ou Carteira de trabalho (modelo novo); ou Passaporte ou certificado de reservista.

Três últimos contracheques, dos três meses anteriores ao mês de demissão

Documento de levantamento dos depósitos do FGTS (CPFGTS) ou extrato comprobatório dos depósitos ou relatório da fiscalização ou documento judicial (Certidão das Comissões de Conciliação Prévia / Núcleos Intersindicais / Sentença / Certidão da Justiça)

Comprovante de residência.

Comprovante de escolaridade.

Para maiores dúvidas e esclarecimentos, consulte informações detalhadas no site do ministério do trabalho
Fonte: trabalho.gov.br - Ministério do Trabalho e emprego MTE


Seguro Desemprego regras

Quantidade de parcelas Deguro Desemprego
Solicitação Egixências Número de Parcelas
Primeira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Segunda Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 9 (nove) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Terceira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 6 (seis) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco



Seguro Desemprego

Seguro Desemprego é a renda concedida pelo poder público ao trabalhador desempregado, o intuito do benefício é de lhe garantir assistência temporária, em razão de dispensa sem justa causa ou de paralisação das atividades do empregador.


Como calcular o Seguro Desemprego

  • Efetuar a média dos 3 últimos salários
  • Até R$ 1.480,25 multiplica-se salário médio por 0,80 (80%)
  • De R$ 1.480,26 até 2.467,33 o que exceder a 1.480,25 multiplica-se por 0,50(50%) e soma-se a 1.184,20
  • Acima de R$ 2.467,33 o valor da parcela será de 1.677,74
  • Cáculo válido à partir de 11 de janeiro de 2018

Obs: O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do Salário Mínimo.

Salário Mínimo: R$ 954,00


Fonte: Ministério do trabalho e emprego MTE

trabalho.gov.br


Cálculo Seguro Desemprego

Desenvolvido por calcule.net atualizado em: 30/08/2018 calcule.net

Seguro Desemprego, consulta e cálculo


Artigos Relacionados: