Calcule.net



Calcule.net
 

Seguro desemprego

 

Cálculo parcelas do seguro desemprego com novas regras

Calculo parcelas do seguro desemprego

Já recebeu seguro desemprego anteriormente?
 
Antepenúltimo salário:
R$
 
Penúltimo salário:
R$
 
Último salário:
R$
 
Quantidade de meses trabalhados no período:
 
Calcular meses trabalhados
 
 
 

 

 

 

Compartilhe

 


calculo seguro desemprego

Seguro-desemprego o que é ?

  • renda concedida pelo poder público ao trabalhador desempregado, o intuito do benefício é de lhe garantir assistência temporária, em razão de dispensa sem justa causa ou de paralisação das atividades do empregador.


Requisitos para obter o seguro desemprego

    1. Ter sido dispensado sem justa causa
    2. Estar desempregado no momento do requerimento
    3. Não possuir renda própria de qualquer natureza suficiente ao seu sustento e de sua família
    4. Não estar sendo auxiliado por outro benefício previdenciário, com exceção ao auxílio-acidente e pensão por morte

Como Requerer o seguro desemprego?

O trabalhador dispensado sem justa causa recebe do empregador o Requerimento do Seguro-Desemprego devidamente preenchido. Duas vias desse formulário devem ser levadas a um posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego, junto com outros documentos, como Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e os dois últimos contracheques.


Confira a relação de documentos que deve ser apresentada:
  1. Guias do seguro-desemprego conforme Resolução CODEFAT nº 736 (Empregador Web)
  2. Cartão do PIS-Pasep, extrato atualizado ou Cartão do Cidadão
  3. Carteira de Trabalho e Previdência Social- CTPS (verificar todas que o requerente possuir)
  4. Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho - TRCT devidamente quitado
  5. Documentos de Identificação: Carteira de identidade; ou Certidão de nascimento; ou Certidão de casamento com o protocolo de requerimento da identidade (somente para recepção); ou Carteira nacional de habilitação (modelo novo); ou Carteira de trabalho (modelo novo); ou Passaporte ou certificado de reservista.
  6. Três últimos contracheques, dos três meses anteriores ao mês de demissão
  7. Documento de levantamento dos depósitos do FGTS (CPFGTS) ou extrato comprobatório dos depósitos ou relatório da fiscalização ou documento judicial (Certidão das Comissões de Conciliação Prévia / Núcleos Intersindicais / Sentença / Certidão da Justiça)
  8. Comprovante de residência.
  9. Comprovante de escolaridade.

Para maiores dúvidas e esclarecimentos, consulte informações detalhadas no site do ministério do trabalho
Fonte: trabalho.gov.br - Ministério do Trabalho


Quantidade de parcelas seguro desemprego
Solicitação Egixências Número de Parcelas
Primeira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Segunda Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 9 (nove) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco
Terceira Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 6 (seis) meses e, no máximo, 11(meses) meses, no período de referência. Três
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo 12 (doze) meses e, no máximo, 23(vinte e três) meses, no período de referência. Quatro
Trabalhador deve comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24(vinte e quatro) meses, no período de referência. Cinco

whats facebook
compartilhe no WhatsAPP compartilhe no Facebook





Como cálcular o seguro desemprego
  • Efetuar a média dos 3 últimos salários
  • Até R$ 1.450,23 multiplica-se salário médio por 0,80 (80%)
  • De R$ 1.450,24 até 2.417,29 o que exceder a 1.450,23 multiplica-se por 0,50(50%) e soma-se a 1.160,18
  • Acima de R$ 2.417,29 o valor da parcela será de 1.643,72
  • Cáculo válido à partir de 11 de janeiro de 2017
  • Fonte: trabalho.gov.br